• Jubileu de Diamante

Jubileu

Goiânia,18 de outubro de 2016, às 17h20.

 

A unidade dos acólitos e coroinhas ao redor da Imagem Peregrina

 

A imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida, que foi acolhida pela Arquidiocese no Santuário Basílica Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no dia 9 de outubro, esteve presente também no Jubileu dos Acólitos e Coroinhas, no dia em que todo o país celebra a sua Padroeira, em 12 de outubro. O arcebispo Dom Washington presidiu a missa para a igreja que estava lotada de acólitos e coroinhas de várias paróquias.

O jovem Rafael Puglesi de Calaça, 13 anos, veio da Paróquia Menino Jesus, do Alphaville. “Foi muito importante celebrar esse jubileu porque foi um momento especial de passar pela Porta Santa e de estar junto com todos os coroinhas nesta bela festa”, disse. Além dele, mais 10 coroinhas daquela paróquia estiveram presentes. Júlia Naiara Silva de Andrade, 10 anos, que veio da Paróquia Nossa Senhora das Graças, do Jardim Guanabara, destacou a unidade dos coroinhas na celebração do seu jubileu. “Foi um encontro importante em que eu não poderia deixar de estar junto, porque todos estavam muito unidos ao redor de Cristo, celebrando o Ano da Misericórdia e Nossa Senhora Aparecida”, declarou. Para Isadora Moreira Furtado, 16 anos, da Paróquia Santa Luzia, da Vila Maria Dilce, o jubileu foi uma oportunidade de se reconciliar com Deus. “Além de motivador para o nosso serviço de acólitos e coroinhas, foi também um momento especial de passarmos pela Porta Santa, comungar e pedir perdão a Deus, a fim de vivenciarmos com mais intensidade o Ano da Misericórdia”, afirmou.

Dom Washington Cruz, durante sua homilia, fez memória do achado da imagem de Nossa Senhora Aparecida, no Rio Paraíba, em 1717, pelos pescadores Filipe Pedroso, Domingos Garcia e João Alves, quando lançaram suas redes para pescar. Relatou a história que sucedeu depois com a inauguração da primeira capela, em 1745, da construção do templo até a sua elevação à dignidade de Santuário de Nossa Senhora Aparecida e concessão do título de Basílica Menor em 1908, pelo papa Pio XI. O arcebispo enfatizou que Nossa Senhora Aparecida é Mãe e Padroeira do Brasil pela bondade de Deus, “que tem um plano de amor para o nosso país”, e destacou que “a vida cristã em nosso país passa pela escola de Maria”.

Após a celebração, Dom Washington orientou uma catequese sobre as Obras de Misericórdia espirituais e corporais e explicou o sentido das indulgências plenárias: “Ao atravessar a Porta Santa, todos aqueles que estão preparados lucram a remissão das penas temporais devidas pelos pecados, ou seja, são libertos das manchas que os pecados deixam em nós”.

 

Aparecida de Goiânia

 

Após a cerimônia de Acolhida da Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida, na Basílica de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Matriz de Campinas, padre Vitor Simão, junto com uma delegação de 20 pessoas a recebeu e seguiu para a Paróquia São João Batista, em Aparecida de Goiânia, onde ela foi acolhida por centenas de fiéis, que se mostravam emocionados. Juntos, todos rezaram o Ofício da Imaculada Conceição, momento de oração e comunhão em que toda assembleia proclama louvores à Mãe de Deus. Padre Vitor descreve o momento como de forte devoção e emoção para o povo, que tem uma fé nata em Nossa Senhora Aparecida. Para o padre, isso move as pessoas a participarem de forma muito pura tanto da acolhida, quanto dos diversos momentos que envolvem a Imagem Peregrina. Segundo ele, foi um momento de pedir, mas principalmente de receber inúmeras bênçãos para a paróquia. O sacerdote ressaltou a carreata como outro momento de expressão da fé, que não foi um mero percurso, mas um “caminhar” ao lado de Nossa Senhora que conduz até Jesus. Ao longo do trajeto ele pode observar inúmeras demonstrações de devoção em que pessoas trouxeram pequenas imagens da santa, permaneceram em frente às casas, choraram com a passagem da Imagem Peregrina e receberam as bênçãos dadas pelo padre. No Centro Cultural José Barroso, ao lado do Rodeio Show, os fiéis da Paróquia São João Batista se juntaram   em procissão aos da Matriz Nossa Senhora Aparecida, de Campinas, do padre João Batista, até chegar à Praça da Matriz, onde o Arcebispo Dom Washington Cruz celebrou Missa Solene para centenas de fiéis de toda a região do Vicariato de Aparecida.

Ele afirma ter ficado muito sensibilizado com toda a programação e envolvimento tanto dos padres quanto das pessoas, que o momento foi de muita emoção, em especial a chegada a Matriz, dedicada a Padroeira, praticamente um santuário, no sentido da grande fé e devoção popular, a idade da paróquia e participação ativa dos fiéis. Para o arcebispo a visita da Imagem Peregrina está proporcionando grandes momentos de fé a Maria.

 

Fotos do Jubileu

 

Fulvio Costa

 


Cúria Arquidiocesana

Praça Dom Emanuel, s/n°, Centro. Goiânia-GO - Caixa Postal 174 – CEP: 74001-970
Fone: (62) 3223-0756