• Jubileu de Diamante

Paróquia São João Batista de Colina Azul

Goiânia, 21 de Outubro de 2014, às 16h

A Igreja, família de Cristo, precisa acolher com amor todos os seus filhos. Sem esquecer todo ensinamento cristão sobre a família, é preciso usar de misericórdia (CNBB/Doc. 100)

 

A Paróquia São João Batista de Colina Azul, em Aparecida de Goiânia, surgiu como muitas outras paróquias da Arquidiocese, com uma rede de comunidades chamada São José Operário. Vários religiosos passaram pelo local, entre eles o padre Alaor Rodrigues de Aguiar.

Após a sua saída, quem assumiu e permaneceu à frente da organização das comunidades por quase 30 anos foram os missionários italianos da Diocese de Vicenza, entre os quais, o padre Flávio Marchezine que foi o escolhido para guiar a rede de comunidades transformada na Paróquia São João Batista de Colina Azul, no dia 18 de novembro de 2006.

De acordo com o atual pároco, padre Vítor Simão dos Santos Freitas, o nome da paróquia possui a identificação do bairro a que pertence, pois existe outra comunidade com o mesmo padroeiro no Setor Garavelo. “Quando o arcebispo Dom Washington decidiu criar a Paróquia, pediu que escolhessem o padroeiro; na época existia em Aparecida uma Paróquia São João Batista, situada no Garavelo, que hoje não integra mais o Vicariato de Aparecida. Porém, quando o bispo chegou para a criação da Paróquia, sugeriu o nome São João Batista de Colina Azul.”

A Paróquia é composta por 18 comunidades, com aproximadamente 100 mil habitantes, distribuídos em 25 bairros. Padre Vítor acredita que a iniciativa do início da comunidade tenha sido dos leigos, religiosas e logo após dos padres. As primeiras religiosas que estiveram na região foram as Irmãs de Jesus Crucificado; depois vieram as Irmãs Ursulinas de Santa Ângela, as Irmãs do Imaculado Coração de Maria e as Irmãs Salesianas; as três últimas ainda permanecem no lugar.

A comunidade, que começou em uma época de miséria humana e carência, está passando por um processo de desenvolvimento. O pároco afirma que a região tem passado por uma transformação radical ‒ econômica, social e cultural. Grandes empreendimentos estão sendo atraídos para a área e isso tem mudado a realidade local.

O foco pastoral, enfatizado por padre Vítor, é a atenção às famílias. “Hoje nós encontramos um grande desafio da sociedade em si, sobretudo em vista da família e do seu fortalecimento nos princípios cristãos. A família enfraquecida aumenta, significativamente, os problemas da sociedade que fica vulnerável a drogas, tráfico, e assassinatos. Outro enfoque é o matrimônio: há muita dificuldade em como proceder quanto a esse sacramento. Nossa atenção é totalmente voltada à família”.

A paróquia é jovem e está aberta à dimensão missionária. O pároco alerta que “a Igreja deve deixar de ser um lugar de anônimos e se tornar uma comunidade de irmãos. São necessários grupos menores que se encontrem na Eucaristia e na Palavra de Deus para formar as comunidades e a paróquia”, diz padre Vítor.


Horários das Missas:

 

Matriz: 2ª a 6ª-feira, às 6h
Domingo, às 8h e às 20h
Administrador paroquial: Padre Vítor Simão dos Santos Freitas

Endereço: Av. Dom Fernando Gomes dos Santos, Qd. 21, Lt. 18 a 21, St. Colina Azul - Aparecida de Goiânia-GO
E-mail: secretariaparoquialsjb@gmail.com

Tel.: 3283-8460


Cúria Arquidiocesana

Praça Dom Emanuel, s/n°, Centro. Goiânia-GO - Caixa Postal 174 – CEP: 74001-970
Fone: (62) 3223-0756