• Jubileu de Diamante

Paróquia Divino Pai Eterno

Goiânia, 18 de Novembro de 2014, às 11h

A missão supõe testemunho de proximidade que entranha aproximação afetuosa, escuta, humildade, solidariedade, compromisso com a justiça social e capacidade de compartilhar, como Jesus o fez (CNBB/Doc 100)

 

A Comunidade Divino Pai Eterno, de Aparecida de Goiânia, iniciou-se na década de 1980 a partir de reuniões nas casas dos leigos para a oração do terço. Por volta de 1991, com a capela da comunidade já construída, chegou ao local o padre Francisco Prim, na época, pároco da Paróquia São Miguel Arcanjo, do Setor Pedro Ludovico, em Goiânia. A presença do sacerdote proporcionou à recente comunidade um apoio importante no seu início.

Com o surgimento de outras quatro comunidades, Santa Cecília, Santa Bárbara, Maria de Nazaré e Nossa Senhora de Fátima, as Irmãs Missionárias de Cristo chegaram, em 1994, o que favoreceu a caminhada em conjunto.

O padre Prim deixou as suas funções em 2002. Assumiu o padre João Carlos dos Santos, também pároco da São Miguel Arcanjo. A partir de 2006, o então administrador paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Guia, padre Valdison de Barros Braga também foi designado para ajudar nas comunidades daquela região. Em 1º de novembro de 2006, foi criada a Paróquia Divino Pai Eterno sob a administração do padre Valdison.

Em 2009, os Frades Menores Capuchinhos assumiram a Paróquia, tendo o frei Nereu Todescato e outros frades à frente. Desde março de 2014, frei Cirone Rodrigues de Almeida deu continuidade ao trabalho da comunidade franciscana. Ele é o atual administrador paroquial. Entrevistado, o sacerdote falou do trabalho que vem desenvolvendo com os paroquianos. “Temos na matriz duas missas aos domingos, por sinal, lotadas. Contudo, gostaríamos de ter mais celebrações, mas, devido à nossa falta de espaço, é inviável. Estamos lutando para ampliar a Igreja, criar novos salões para atendimento e receber mais crianças nas catequeses”.


Outro desafio listado pelo pároco é a formação das lideranças. “Investimos e disponibilizamos cursos, mas muitos dos que querem assumir ainda acham desnecessárias as formações. Precisamos de mais leigos que queiram se preparar para o serviço de Deus”, explicou.

Em contrapartida, frei Cirone fala sobre os aspectos positivos e as conquistas da paróquia nesses sete anos de história. “Quando nós, frades, chegamos aqui, a matriz e as comunidades não se integravam. Para mudar essa realidade, usamos o caminho da oração. Propomos as orações em conjunto; assim, nos eventos da matriz, as comunidades nos visitam. Esse espírito de comunidade unida na fé é muito importante e nos fortalece”.

Outro trabalho positivo, segundo o pároco, é a visita às casas. “A própria comunidade se mobiliza sem esperar o pároco tomar a frente. Também implementamos o atendimento psicológico às famílias da comunidade. Frei Edson Matias é formado em psicologia e tem ajudado muitas pessoas com essa iniciativa”.


Horário das Missas

 

Matriz
6ª-feira, às 19h30, Sábado, às 17h, Domingo, às 7h30 e às 19h30

 

Comunidades:

Santa Cecília (Parque Santa Cecília) - Domingo, às 18h

Santa Bárbara (Residencial Cândido de Queiroz) - Sádado, às 19h

Nossa Senhora de Fátima (Vila Maria) - Sábado, às 19h

Maria de Nazaré (Vila Maria) - Domingo, às 9h e 4ª feira, às 19h30

 

Secretaria
2ª a 6ª-feira, das 8h às 11h e das 13h às 16h
Sábado, das 8h às 11h


Administrador paroquial: Frei Cirone Rodrigues de Almeida

Endereço: Rua Princesa Isabel, Qd. 14-A, Lt. 1, Vila Alzira, Aparecida de Goiânia

E-mail: pdivinope@bol.com.br

Tel.: 3549-8711


Cúria Arquidiocesana

Praça Dom Emanuel, s/n°, Centro. Goiânia-GO - Caixa Postal 174 – CEP: 74001-970
Fone: (62) 3223-0756